Cai número de vítimas de acidentes de trânsito no Rio no segundo mês da Lei Seca

RIO DE JANEIRO - O Grupamento de Socorro de Emergência (GSE) dos Bombeiros do Rio informou que o número de vítimas de acidentes de trânsito atendidas no município no segundo mês em que vigora a Lei Seca caiu 16% em relação ao mesmo período de 2007. Esse número equivale a menos 283 atendimentos.

Agência Brasil |

O centro da cidade foi a região que registrou maior diminuição de acidentes de carro, em torno de 10%. Em seguida, vem a Barra da Tijuca, com queda de 7%.

O comandante do Grupamento de Socorro de Emergência, Marcelo Canetti, afirmou que ainda é cedo para anunciar o motivo dessas variações no números de acidentados. Ele garantiu, no entanto, que, com a Lei Seca, muitas vidas estão sendo preservadas.

"A Lei Seca provavelmente contribuiu para essa diminuição dos acidentes e o número é significativo. Houve praticamente 700 vítimas de acidentes de trânsito a menos em comparação com o mesmo período do ano passado. Muitas pessoas deixaram de sofrer lesões devido à nova lei".

De acordo com o comandante Marcelo Canetti, em 1998, quando o Código de Trânsito Brasileiro entrou em vigor e se tornou obrigatório o uso do cinto de segurança, o número de feridos e mortos no trânsito também caiu. Ele ressaltou que não houve diminuição no número de acidentes.

O Grupamento de Socorro de Emergência atende cerca de 80% das vítimas em batidas e atropelamentos envolvendo automóveis.

Leia mais sobre: Lei seca

    Leia tudo sobre: lei seca

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG