Cage acusa seu ex-administrador de levá-lo à falência

O ator americano Nicolas Cage denunciou o antigo administrador de seus negócios, Samuel Levin, que o teria levado à ruína financeira, e pede uma indenização de 20 milhões de dólares, revelam documentos judiciais publicados nesta sexta-feira.

AFP |

Segundo registros da Corte Superior do Condado de Los Angeles, reproduzidos pelo site TMZ.com, Cage acusa seu ex-administrador de má gestão e de provocar a perda de milhões de dólares de seu patrimônio.

A ação alega que "Levin colocou Cage em numerosos investimentos altamente especulativos no mercado imobiliário que impuseram perdas catastróficas".

O ator despediu Levin no ano passado, após sete anos de serviços, ao constatar sua "grave situação financeira", que o obrigou a vender um castelo na Alemanha e uma mansão em Beverly Hills.

Nicolas Cage, de 45 anos, um dos atores mais requisitados de Hollywood, faturou no ano passado a "bagatela" de 40 milhões de dólares, segundo a revista Forbes.

pb/LR/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG