SÃO PAULO - Oito equipes do Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo, vinculado à Secretaria da Justiça, fazem nesta quarta-feira (8), a partir das 9h, a Operação Dispositivo de Retenção para Crianças. O objetivo é fiscalizar as cadeirinhas utilizadas em veículos para o transporte de crianças.

Desde o dia 1º deste mês, produtos como a cadeirinha, o bebê

ONG Criança Segura
ONG Criança Segura
Cadeirinha de segurança
conforto e o assento de elevação só  podem  ser comercializados com o selo de certificação de segurança do Instituto  Nacional  de  Metrologia,  Normalização e Qualidade Industrial  (Inmetro). 

A fiscalização desse produtos passou a fazer parte da rotina do  Ipem desde a entrada em vigor da norma, juntamente com outros 63 itens cuja certificação é compulsória.

A primeira operação especial de fiscalização com foco nos dispositivos de retenção será realizada  no  comércio da capital e da região metropolitana.

Tipos de cadeirinha

Confira os três tipos de cadeirinha disponíveis no mercado:

Bebê-conforto: Para crianças de até 1 ano de idade ou com nove quilos ¿ Deve ser montada com a criança virada de costas para o motorista.

Cadeirinha de segurança: Para crianças entre 1 e 4 anos ou com 9 a 18 quilos ¿ Deve ser montada de frente para o motorista. O cinto de segurança do carro prende a cadeirinha, que possui um cinto para proteger a criança.

Booster ou assento de elevação: Para crianças de 4 anos a 7 anos e seis meses ou com peso entre 18 a 36 quilos ¿ O dispositivo deve ser preso no banco pelo cinto de segurança do próprio carro.

Leia mais sobre: segurança no trânsito

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.