Cabral volta a defender combate à corrupção policial

RIO DE JANEIRO - O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, voltou a defender nesta segunda-feira o combate a corrupção policial. O governador comentou o afastamento de quatro policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), no domingo. Eles são suspeitos de envolvimento no jogo do bicho.

Agência Brasil |

Nosso governo e a Secretaria de Segurança não estão brincando. Vamos continuar nesse trabalho contra todo policial como contra todo servidor público, disse. Onde houver utilização do poder estado para atos criminosos, agiremos.

Nossa orientação é de combater e afastar os maus policiais, punindo-os por esse tipo de atitude, acrescentou.

A Polícia Militar do Rio afastou ontem dois soldados e dois cabos do Bope suspeitos de atuar como seguranças do bicheiro Alcebíades Paes Garcia. A denúncia partiu de investigações da Polícia Federal.

Apesar de condenar a corrupção policial, o governador disse que o Batalhão de Operações Especiais, o qual informou ser uma das mais respeitadas do mundo, não pode ser punido pelo mau exemplo de alguns. E saiu em defesa do Bope: 

Não serão três ou quatro policiais, que vão manchar a história de compromisso com a ordem pública e de compromisso com a sociedade, que é a história do Bope, defendeu Cabral.

Leia mais sobre: jogo do bicho

    Leia tudo sobre: bopejogo do bichorio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG