Cabral inaugura unidade policial para ocupar 2 favelas

O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral Filho (PMDB), inaugurou ontem a Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) que patrulhará com 340 homens, divididos em três turnos, os morros do Cantagalo e Pavão-Pavãozinho, em Copacabana, na zona sul da capital fluminense. Esta é a quinta UPP inaugurada.

Agência Estado |

Agora as unidades já ocupam sete favelas na cidade: os morros do Chapéu Mangueira e Babilônia, no Leme, Santa Marta, em Botafogo (zona sul), e as favelas Cidade de Deus, em Jacarepaguá, e Jardim Batam, em Realengo (zona oeste).

"Não existe no Brasil outra cidade como o Rio de Janeiro com a presença do poder paralelo no domínio ostensivo de regiões como ocorre no Rio. O que está acontecendo hoje é uma mudança desta lógica", disse o governador, durante a inauguração. Poucos moradores compareceram à cerimônia. "Muitos estão no trabalho e as pessoas ainda estão apreensivas, pois a ocupação ocorreu há pouco tempo", reconheceu o presidente da Associação de Moradores do Cantagalo, Luiz Bezerra do Nascimento.

"Isto não muda de uma hora para a outra. É uma relação de conquista de confiança diária", afirmou o governador. Apesar do clima de desconfiança, os moradores já aproveitam os benefícios de uma favela ocupada. O empresário Daniel Plá anunciou que 30 turistas australianos, franceses e italianos já fizeram reservas para o evento "Réveillon na Laje 2010". Eles assistirão a virada do ano no morro com vista para os fogos de Copacabana. "Toda a renda será revertida par os moradores", declarou o empresário.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG