Cabral e Dilma inauguram hospital em tom de campanha

A inauguração do Hospital da Mulher Heloneida Studart, em São João de Meriti (Baixada Fluminense), com a presença da pré-candidata do PT à Presidência da República, ministra Dilma Rousseff, e do governador Sérgio Cabral (PMDB), que disputará a reeleição, antecipou de vez a campanha eleitoral. Bandeiras do PT e do PDT, antigo partido de Dilma, dezenas de faixas de agradecimento e até carros de som na rua em frente ao hospital saudaram os políticos presentes e agradeceram a obra ao governador e à chefe da Casa Civil, apesar de não haver nenhum centavo de investimento federal no empreendimento.

Agência Estado |

A Justiça Eleitoral fixou em 6 de julho a data do início da propaganda eleitoral deste ano.

Depois de vários discursos com referências à candidatura da ministra, a própria Dilma encerrou a solenidade em tom de campanha. "Está nas nossas mãos o futuro do nosso país. Nós temos que construir. Não vamos deixar que as coisas deem um passo e voltem atrás", conclamou a ministra. Em discurso voltado para as mulheres, Dilma disse que o atual governo inaugurou "uma época que tem duas características", a transformação e a esperança. "Nosso país mudou e essa mudança veio para ficar", concluiu a ministra.

Apesar da festa, o hospital só começa a funcionar plenamente a partir do dia 22 deste mês. O diretor, Carlos Eduardo Coelho, explicou que a primeira semana será reservada para desinfecção completa das instalações e treinamento dos profissionais contratados. Na segunda semana, começarão os primeiros atendimentos e na semana seguinte todas as unidades estarão em atividade.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG