RIO DE JANEIRO - Ao falar a empresários nesta quarta-feira, no Fórum da Câmara de Comércio de Hamburgo, na Alemanha, o governador Sérgio Cabral afirmou que os investimentos públicos e privados previstos para o Estado no período 2008-2010 somam R$ 107 bilhões, cerca de US$ 60 bilhões - incluindo recursos federais para obras de infra-estrutura.

"Temos mostrado esse contexto aos empresários estrangeiros para destacar o crescimento do Rio no país", disse Cabral.

Durante sua palestra, o governador lembrou aos empresários alemães que o Brasil recebeu recentemente o investment grade por mais de uma agência internacional de classificação de risco. Em seguida, Cabral citou especificamente "condições competitivas" para o Rio de Janeiro funcionar como porta de entrada de empresas estrangeiras no país e como plataforma de exportações para outros países.

Cabral destacou facilidades nas áreas de infra-estrutura, afirmando que o estado tem dois grandes portos ¿ o porto do Rio e o de Itaguaí; o maior e mais moderno terminal aéreo de cargas da América Latina (Aeroporto Tom Jobim), além de outro aeroporto internacional em Cabo Frio.

O governador também ressaltou que o Rio é a capital energética do País. Ele disse que a produção de energia elétrica é cerca de 40% maior que o consumo. No setor de petróleo, fixou que o Rio produz atualmente cerca de 85% do petróleo nacional.

Os empresários alemães foram apresentados ainda ao Complexo Petroquímico do Estado do Rio de Janeiro (Comperj). Cabral disse que se trata de uma excelente oportunidade de negócios para as empresas do setor petroquímico, uma vez que alcançará um volume de investimentos de US$ 8,4 bilhões de dólares.

Em entrevista, Cabral afirmou que o Estado está passando por uma fase de grandes investimentos e que os resultados dos contatos com os empresários alemães dependerão do tipo de atividade de cada empresa:

"A implantação de uma indústria pode demorar mais, mas posso dizer que, desde que iniciamos as missões internacionais e informamos, por exemplo, que queremos o Rio como sede das resseguradoras, cinco grandes empresas do ramo anunciaram sede na capital", alegou. As companhias são Lloyd''s of London, Hannover Re, Transatlantic Re, XL Re e Korean Re.

Além de falar na Câmara de Comércio, o governador e a delegação do estado do Rio foram homenageados no parlamento de Hamburgo. Cabral esteve ainda na prefeitura de Hamburgo com o senador de Finanças da cidade-Estado, Michael Freytag, a quem solicitou uma cooperação técnica para as obras de expansão do porto do Rio.

No fim do dia, o governador e a comitiva visitaram o porto de Hamburgo, onde receberam informações sobre desenvolvimento e ocupação da área portuária.

Leia mais sobre: Rio de Janeiro

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.