bandidos ao quadrado - Brasil - iG" /

Cabral chama policiais acusados de omissão de bandidos ao quadrado

BRASÍLIA ¿ O governador do Rio de Janeiro, Sergio Cabral, classificou os policiais que não prestaram socorro ao coordenador de projetos sociais do Afroreggae, Evandro João da Silva, como ¿bandidos ao quadrado¿.

Christian Baines, iG Brasília |


Eu classifico os policiais do Rio de Janeiro como verdadeiros heróis, porque estão incansavelmente no combate ao crime, sobretudo ao crime organizado do tráfico de drogas e da milícia. Agora, é evidente que, em uma instituição grande como é a Polícia Militar (PM) ou a Polícia Civil (PC), há sempre aqueles que destoam para o mal. Foi o caso desses policiais, que são bandidos ao quadrado, porque cometem um ilícito de farda. É absolutamente inaceitável. A punição tem que ser muito dura, afirmou ao sair da cerimônia de posse do novo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), José Antonio Dias Toffoli.

Cabral ainda aproveitou para destacar a ação da Polícia no sábado, durante operação no Morro dos Macacos, na qual um helicóptero da PM foi abatido. O episódio de sábado passado mostra que estamos no caminho certo, de enfrentar esse esquema poderoso que se apossou de áreas no Rio de Janeiro e deve ser combatido incessantemente com o apoio do governo federal e da sociedade, que é o que estamos fazendo.

O governador afirmou suas políticas estão sendo realizadas de maneira coordenada com o governo federal e antecipou que vai se reunir com o ministro da Justiça, Tarso Genro.

[O presidente] Lula me ligou hoje de manhã (sexta-feira, 23/10). Temos conversados diariamente. Tarso estará terça de manhã no Palácio das Laranjeiras para uma reunião técnica de trabalho. No Rio de Janeiro, a situação necessita rigor e integração e é o que estamos tendo com o governo federal.

Jogos Olímpicos

O governador ainda negou que os últimos acontecimento arranhem a imagem da cidade, escolhida há menos de um mês como sede dos Jogos Olímpicos de 2016.

Conquistamos [a escolha de cidade-sede] das Olimpíadas sem esconder nada debaixo do tapete. A comissão [do Comitê Olímpico Internacional] viu a situação do Rio de Janeiro. Abrimos nosso trabalho. Rio de janeiro tinha desafios pela frente na questão de segurança, mas o que a comissão via na política adotada pelo governo do Estado era uma política concreta já com resultados positivos.

Policiais assumem erro na morte de integrante do Afroreggae:

Leia também:

Leia mais sobre: violência no Rio

    Leia tudo sobre: afroreggaerio de janeirosergio cabral

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG