Cabral: base trabalhará contra emenda sobre royalties

O governador do Rio de Janeiro, Sergio Cabral Filho (PMDB), informou hoje que o líder do governo no Senado, senador Romero Jucá (PMDB-RR), vai se empenhar para que a Casa barre a emenda Ibsen. O projeto, aprovado na Câmara, distribui de forma igualitária os royalties da exploração de petróleo entre todos os Estados e municípios e provocará uma perda de receita de R$ 7 bilhões ao Rio de Janeiro, nas contas de Cabral.

Agência Estado |

"Conversei ontem com o presidente do Senado, José Sarney, e hoje com o Jucá. Ele me tranquilizou dizendo que o Senado vai cumprir seu papel de Casa revisora e guardiã do princípio federativo", disse. Cabral não quis comentar a posição do governador de São Paulo, José Serra (PSDB), sobre o tema. "Não quero 'fulanizar', dizer quem está contra, a favor, ou em cima do muro", disse.

Cabral participa nesta tarde de ato de protesto contra a aprovação da emenda Ibsen, no Plenário Barbosa Lima Sobrinho da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). O ato é promovido pelo Fórum de Desenvolvimento Estratégico da Alerj, que reúne 28 entidades da sociedade civil, entre elas o Sebrae, a Firjan, a Fecomércio, a Federação da Agricultura e as universidades estaduais.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG