Butantan descobre remédio para hipertensão no veneno de jararaca

Um peptídeo - forma mais simples das proteínas - encontrado no veneno da jararaca pode ser o responsável por um novo remédio para tratamento da hipertensão. É isso que afirma a farmacêutica e pesquisadora do Instituto Butantan, Claudiana Lameu.

Agência Estado |

Os peptídeos que aumentam os efeitos da bradicinina (BPPs) poderiam atuar no sistema nervoso central, para reduzir a pressão arterial e a frequência cardíaca.

Na verdade, os BPPs já são utilizados no tratamento de hipertensão há bastante tempo, por intermédio do medicamento Captopril. Contudo eles estão voltados para um outro foco, que é a diminuição de certas substâncias hipertensoras no organismo. A atuação do peptídeo descoberta pela pesquisadora é totalmente diferente. Os BPPs atuariam no aumento da sensibilidade dos barorreceptores, substâncias que mandam informações para o sistema nervoso central (SNC) para diminuir ou aumentar a pressão arterial e a frequência cardíaca.

Segundo Claudiana, o medicamento a ser produzido deve ser destinado ao uso crônico, porque, mais importante que o efeito instantâneo dos BPPs, é o efeito depois de algumas horas. “Nós já temos resultados de que, com bomba de infusão, a substância consegue manter a pressão do hipertenso em níveis normais”, afirma. As informações são da Agência USP.

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG