A Marinha e a Aeronáutica continuam as buscas pelo padre Adelir De Carli mais ao sul de Santa Catarina, entre as cidades de Penha e Florianópolis. Na região norte, bombeiros fazem buscas por terra, circulando por ilhas.

O bispo de Paranaguá, d. João Alves dos Santos, e o secretário-geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) regional sul 2, padre Carlos Chiquim, disseram, em entrevista coletiva, que o padre Adelir teve uma atitude pessoal, que não passou pelo crivo da diocese.

Um dos integrantes da equipe que acompanha o padre, o pára-quedista José Carlos Bon, afirmou que o padre estava preparado para o vôo. Adelir De Carli levantou vôo da cidade de Paranaguá, no Paraná, com o objetivo de bater um recorde: voar por 20 horas usando balões de festa gigantes. Por isso teria escolhido domingo, dia 20, para começar a viagem. A intenção era realizar o pouso na cidade de Dourados, no Mato Grosso do Sul. Porém, o mau tempo acabou desviando o aventureiro da rota.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.