Buscas na Ilha Grande podem durar até 15 dias

As buscas por vítimas na praia do bananal, na Ilha Grande, em Angra dos Reis, podem durar até 15 dias. A expectativa é dos Bombeiros e da Defesa Civil, que trabalham na área.

iG São Paulo |


Até a madrugada deste domingo, 28 corpos haviam sido resgatados do local, sendo que destes três foram encontrados na sexta-feira em zonas de difícil acesso e retirados na manhã deste sábado.

Com isso, aumentou para 63 o número de mortos em consequência da chuva forte em todo o Estado do Rio, de acordo com o último boletim divulgado pela Defesa Civil estadual.

Trabalhos de resgate
Segundo o Coronel Pedro Machado, Comandante do Corpo de Bombeiros, mais de 120 homens dos bombeiros, das polícias Militar e Civil e da Marinha participam dos trabalhos de resgate e de buscas na Praia do Bananal e no Morro do Carioca. Barcos da Marinha e do Corpo de Bombeiros, bem como helicópteros e dezenas de homens de equipes de resgate trabalham no local do deslizamento na ilha. Cães farejadores ajudam as equipes no trabalho de resgate, que também contam com o auxílio de uma retroescavadeira para fazer as buscas.

A assessora da Defesa Civil Municipal, Liliane Cabral, informou que todo o efetivo da Defesa Civil está mobilizado à procura de mais vítimas do deslizamento de terra no Morro da Carioca. Outros 300 voluntários treinados pela Defesa Civil ajudam na busca

Leia mais sobre: Angra dos Reis

    Leia tudo sobre: angra dos reischuvasdeslizamento de terra

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG