Busca por desaparecidos em Brasília segue à noite

Lancha que afundou no lago Paranoá estava superlotada, segundo Delegacia Fluvial do Distrito Federal

iG Brasília |

AE
Equipes de resgate fizeram buscas durante todo o sábado
As buscas pelas duas mulheres desaparecidas após naufrágio de uma lancha no Lago Paranoá, em Brasília, serão mantidas durante a noite. O acidente ocorreu neste sánado. Segundo a Delegacia Fluvial do Distrito Federal, a embarcação, que deveria abrigar no máximo seis pessoas, navegava com 10. Oito pessoas foram resgatadas.

Durante o dia, o Corpo de Bombeiros tentou achar as vítimas com um helicóptero, três jet skis, dois barcos e 12 mergulhadores. Em vão. Durante a noite, as buscas serão feitas apenas com os barcos. A lancha ainda não foi encontrada também.

O acidente, ocorrido na altura da QL 15 conjunto 09 do Lago Norte (área nobre da cidade), foi registrado por volta das 6h30. De 23 pés, a lancha é da marca Front Hall.

Dono e condutor da embarcação, José Rocha da Costa Jr, 33 anos, nadou até a margem do Lago e telefonou para o Corpo de Bombeiros. “Ele consumiu bebida alcoólica no nível permitido, 0,15%”, contou o coronel Rogério Soares.

Segundo Soares, as vítimas contaram que participavam de um aniversário. “Eles nos disseram que as duas mulheres desaparecidas não sabem nadar”, disse. “Elas podem até estar presas à lancha que ainda não foi encontrada.”

O coronel contou ainda que até agora só foram encontrados três coletes salva-vidas. “O condutor disse os documentos da lancha estão na embarcação”, completou o coronel.

Apesar de não ter mar, Brasília possui a terceira maior frota de embarcações do Brasil. Só perde para São Paulo e Rio de Janeiro.

    Leia tudo sobre: resgatenaufrágiodistrito federalbrasília

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG