Buarque pede que Sarney tire licença da presidência

O senador Cristovam Buarque (PDT-DF) engrossou a corrente dos senadores que sugerem o afastamento de José Sarney (PMDB-AP) da presidência da Casa em razão das citações de seu nome por suposto envolvimento em uma série de escândalos. Não se trata de renúncia, mas de licença, defendeu Buarque.

Agência Estado |

"Mas licença como uma sugestão, e não como pressão. Algo de foro intimo dele", acrescentou. Hoje, o jornal O Estado de S. Paulo denunciou que o neto do presidente do Senado, José Adriano Cordeiro Sarney, é um dos operadores do esquema de concessão de empréstimos consignados a servidores do Senado.

O argumento de Buarque é o de que a indignação do povo "está rapidíssima", enquanto a reação do Senado às notícias diárias dos jornais, muito mais lenta. Para o senador do PDT, o que a população brasileira quer são eleições gerais e a dissolução deste Congresso. "E vamos falar com franqueza e sem a necessidade de nenhum instituto de pesquisa: raríssimos voltariam aqui", previu.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG