Broadway se rende às redes sociais para atrair público

NOVA YORK ¿ Os teatros da Broadway se renderam aos encantos das redes sociais da internet como ferramenta para encher a plateia, em um momento no qual a crise também é percebida na indústria do entretenimento.

EFE |

Getty Images
Além do Twitter, espetáculos como "Shrek" até investiram em redes próprias na web

As produções encenadas no distrito teatral de Nova York parecem ter descoberto que a melhor maneira de se promover vai além dos enormes cartazes com os quais se anunciam na cidade, e, por isso, nos últimos meses ampliaram a presença nas redes sociais mais populares da web.

"As redes sociais de internet estão presentes agora em todos os planos publicitários que temos em mente", disse hoje em entrevista à Agência Efe Tom Lorenzo, diretor da Situation Interactive, empresa responsável pela publicidade de vários musicais na Broadway, como "Wicked", ou pelos produzidos pela Disney.

Obras como "Billy Elliot", que domina as indicações para a próxima edição dos prêmios Tony, a nova versão do histórico "West Side Story" ou o popular "Shrek, The Musical", entre outros, deixam mensagens diariamente há alguns meses em redes de relacionamento sociais como Facebook, MySpace ou Twitter.

Ter um site atraente já não é suficiente para garantir, além de uma grande legião de fãs, um bom site no mundo virtual, por isso, a cada dia, crescem as produções que aderem à moda das redes sociais, onde oferecem conteúdos cada vez mais bem cuidados.

"Houve uma mudança muito importante na forma como os espetáculos são promovidos. As redes sociais dão fácil acesso a muita gente que é seguidor potencial", explicou Lorenzo, para quem o Facebook ou o Twitter são uma "ferramenta formidável de publicidade".

O especialista em publicidade digital explicou que "ninguém pensa em atrair o público só com um site, porque agora é possível conectar com ele nas páginas nas quais está diariamente".

"É uma maneira de entrar em seu mundo, em um lugar que conhecem e no qual se sentem confortáveis. E, além disso, essas páginas contam com a qualidade de ser viróticas, ou seja, não ficam em uma só pessoa. De fato, multiplicam o boca-a-boca", assegurou.

Twitter traz bastidores e notas de cena

"West Side Story", o clássico que conta a história nova-iorquina de amor impossível entre Maria e Tony, começou há algumas semanas a utilizar o Twitter, o popular serviço de microblogging que permite postar mensagem com um máximo de 140 caracteres na internet.

"A última nota de Josefina desta noite no tema 'Tonight' foi impressionante", dizia uma das entradas de "West Side Story" na famosa rede sobre a atuação da noite da argentina Josefina Scaglione, que interpreta Maria.

Este é apenas um exemplo do uso que as produções da Broadway fazem do Twitter, um serviço cada vez mais utilizado por empresas, que já seduziu cerca de 32 milhões de pessoas e no qual inclusive é possível acompanhar ao vivo algum dos musicais de maior sucesso do momento.

"Next to Normal", uma produção que investe no rock e que já recebeu 11 indicações aos prêmios Tony, se define como "o primeiro musical a ter representação no Twitter", o que consegue através da atualização das mensagens no portal com os fragmentos dos diálogos do libreto.

Por trás dessa ideia se encontra a Situation Interactive, que, até agora, conseguiu que a obra possua, hoje em dia, 96.808 seguidores ou usuários, que recebem em tempo real tudo o que os administradores do "Next to Normal" postam no perfil.

Esse número é um marco entre as peças apresentadas na Broadway, se for comparado, principalmente, com outros sucessos da temporada, como "Billy Elliot", que conta com música do britânico Elton John e narra a luta de um menino para se dedicar ao balé, e que só tem 483 seguidores na mesma plataforma.

O musical que mais se aventurou nesta tendência foi "Shrek, the musical", baseado na história do famoso ogro verde popularizado pela produtora cinematográfica DreamWorks em 2001, já que criou um portal que projetou como um tipo de rede social própria chamada Shrekster.

(Reportagem de David Valenzuela)

Leia mais sobre: twitter , Broadway

    Leia tudo sobre: broadwaytwitter

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG