Britney Spears pode fazer assassina sensual em filme de Tarantino

Los Angeles (EUA), 6 ago (EFE) - A cantora Britney Spears estuda protagonizar o próximo filme de Quentin Tarantino, uma reedição de Faster Pussycat! Kill! Kill! (1965), sobre três dançarinas eróticas assassinas, informou a imprensa local.

EFE |

O diretor de "Pulp Fiction - Tempos de Violência" (1994) e "Kill Bill" (2003) desejaria que a famosa artista interpretasse Varla, personagem principal do filme, enquanto segue buscando as outras duas atrizes que atuariam ao lado de Britney.

O longa-metragem conta a história de três dançarinas eróticas que encontram no deserto um jovem casal.

Varla mata o namorado com as próprias mãos, e elas seqüestram a menina e planejam roubar uma grande soma de dinheiro de um homem que vive com os dois filhos em um local afastado.

Na versão original do filme, a personagem de Britney protagoniza uma cena de sexo com outra mulher por volta do fim do filme, que termina com um banho de sangue.

Esse seria o segundo filme da cantora, que parece ter deixado para trás seu comportamento errático que a caracterizou no último ano e está trabalhando no próximo álbum.

Britney estreou como atriz principal na grande tela com a produção "Crossroads - Amigas para Sempre" (2002), na qual interpretou uma jovem que, após terminar o colégio, faz uma viagem para encontrar a mãe.

O filme arrecadou US$ 60 milhões no mundo inteiro, mas a artista recebeu o prêmio Framboesa de Ouro de pior atuação feminina do ano e de pior canção.

A cantora também fez rápidas aparições em "Austin Powers em O Homem do Membro de Ouro" (2002) e "Longshot" (2000).

Recentemente, Britney fez participações na série "How I Met Your Mother", um trabalho pelo que recebeu críticas favoráveis. EFE fmx/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG