Peritos investigam o brinquedo que quebrou e feriu ontem ao menos dez pessoas em Castro, a cerca de 150 quilômetros de Curitiba. As suspeitas são de que a atração da festa de 305 anos da concessão da sesmaria da Paragem do Iapó, conhecida como kamikaze, teria sido construída de forma artesanal.

A Polícia Civil instaurou inquérito para apurar as causas e as responsabilidades pelo acidente. Uma das vítimas está internada na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Bom Jesus, em Ponta Grossa.

Os brinquedos instalados no parque de diversões não pertenciam a um único proprietário. Uma pessoa, que ainda era procurada pela polícia, teria se responsabilizado pela montagem e alugado os equipamentos de vários proprietários diferentes. O dono do kamikaze avariado permaneceu no local e foi ouvido pela polícia. Ele deve responder por lesão corporal culposa.

À polícia, o proprietário afirmou que o equipamento foi feito por ele mesmo, tem um ano de uso e passa por manutenção frequente. "Ele disse que tudo estava em ordem e que a autorização para todos os brinquedos funcionarem no local seriam providenciadas pelo organizador do parque", disse o delegado Getúlio de Moraes Vargas.

O soldado do Corpo de Bombeiros Edenilson Capote, responsável por vistorias em locais de eventos em Castro, disse que não houve nenhuma solicitação por parte da prefeitura, organizadora da festa, para que a segurança do local fosse previamente analisada. Segundo ele, pelos trâmites, o responsável pela instalação do parque deveria ter feito pedido à prefeitura e esta repassaria o processo aos bombeiros, que fariam a vistoria.

O secretário da Indústria, Comércio e Turismo de Castro, Isidro Constantino Guedes, afirmou que, como a própria prefeitura é quem organizava a festa, não haveria necessidade de alvará. Guedes ressaltou ainda que a Polícia Civil, a Polícia Militar (PM) e o Corpo de Bombeiros foram avisados antecipadamente. "Eles (Corpo de Bombeiros) não podem dizer que não sabiam", afirmou. "Mesmo porque o parque estava funcionando desde a segunda-feira anterior." De acordo com ele, a prefeitura tem toda a documentação necessária para a realização do evento.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.