Brincadeira ajuda recuperar crianças, comprova pesquisa

A máxima popular de que “brincar é o melhor remédio” acaba de ser comprovada cientificamente. A análise de 330 crianças em tratamento em um hospital público de São Paulo, acompanhadas por um ano, mostrou que a mistura de bonecas, jogos e carrinhos aos medicamentos deixa os pacientes menos estressados, dormindo mais tempo por noite e ainda reduziu pela metade o comportamento agressivo.

Agência Estado |

A influência das brincadeiras na recuperação das crianças foi investigada por Clarisse Potasz, chefe de reabilitação do Hospital Estadual Candido Fontoura, referência em casos complexos, onde o estudo foi feito. Crianças de até 12 anos foram estudados de duas formas: um grupo brincou, livremente, duas vezes por dia, e outro não usou as técnicas da “brinquedoterapia”.

“Na primeira etapa, avaliamos, por meio da coleta do sangue, os níveis de cortisol encontrados (hormônio do estresse). Identificamos diferenças médias de 50% entre o grupo que brincou e o que não”, diz Clarisse. A segunda constatação foi que crianças que brincam dormem até meia hora a mais por noite. Durante o sono, proteínas dos neurônios são restauradas. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo .

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG