Brigada Militar interrompe deslocamento do MST no RS

A Brigada Militar bloqueou hoje uma ação do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) em Santo Augusto, no Rio Grande do Sul. Informado pelo serviço de inteligência de que havia um deslocamento dos sem-terra, o comando do 7º Batalhão de Polícia Militar deslocou um pelotão para interceptar o grupo formado por cerca de 500 militantes numa estrada vicinal do município do noroeste do Estado, ainda antes do amanhecer.

Agência Estado |

Impedidos de prosseguir, os manifestantes passaram o dia no local, assim como os policiais. Não houve confronto.

As versões para a mobilização dos sem-terra são diferentes. Soldados da Brigada Militar que participaram da operação afirmaram que o grupo iria invadir uma propriedade rural.

Em nota, o MST sustentou que seus militantes, apoiados por outros, do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) e do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), fariam uma manifestação diante da antiga Fazenda Inveja. O objetivo seria pedir que a Justiça decida logo um litígio entre os proprietários, que querem ofertar a área de oito mil hectares ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), e arrendatários que plantam na área desde 1972 e reivindicam a posse.

Durante a tarde, depois de conversarem com representantes do Ministério Público, os manifestantes anunciaram que pedirão para o Incra tomar conhecimento do processo e, se for o caso, manifestar interesse na aquisição da fazenda. Logo depois voltaram para suas bases em diversos municípios da região.

Em Sant'Ana do Livramento, na fronteira com o Uruguai, um grupo de assentados permaneceu acampado no pátio da Secretaria de Obras pelo segundo dia consecutivo para reivindicar a restauração das estradas de acesso aos 34 assentamentos existentes no município.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG