MONTE ALEGRE - A disputa por uma mesma mulher foi, segundo a polícia, o motivo da morte de dois homens na madrugada de domingo, no município de Monte Alegre, em Guaratinga, no sul da Bahia. Eles se atacaram com instrumentos usados para o abate de bois e acabaram morrendo.

Segundo o delegado Antônio Alberto Passos, que investiga o caso, a briga teve início por volta das 4h20 em um curral usado para o abate de gado. Os dois trabalhavam quando começou a discussão por causa de uma mulher, que só teve a inicial L. do nome divulgada.

A suspeita, conforme o delegado, é que L. era casada com Jurandir Regino da Silva, de 42 anos, mas teria um caso com José Carlos Rodrigues dos Santos, de 30 anos.

De acordo com relato de uma das testemunhas ouvidas pela polícia, Silva acertou uma machadada nas costas de Santos, que ainda conseguiu reagir e deu diversas facadas no tórax e pescoço de Silva.

"Considero que depois disso, José Carlos achou que não iria sobreviver e terminou de se matar com um tiro na cabeça", afirma o delegado Alberto Passo. Um revólver calibre 38, que pertencia a Santos foi encontrado ao lado do seu corpo.

Além da arma, a polícia apreendeu também 3 facas e o machado. Quatro pessoas que trabalhavam com as vítimas já foram ouvidas e, nesta segunda-feira, L. também presta depoimento à polícia.

Leia mais sobre: crime passional

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.