Briga por herança acaba em tiros em Ribeirão Preto-SP

A Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), de Ribeirão Preto, investiga o caso de Lucilara Leoni, de 42 anos, que está hospitalizada após ter sido vítima de atropelamento e noves tiros disparados pelo irmão Francisco José Leoni, de 40 anos, que está foragido. O motivo teria sido uma disputa por herança, segundo a versão da vítima.

Agência Estado |

"Apesar da violência do caso, ela (Lucilara) está bem e deverá ter alta em breve, e aí prestará depoimento para darmos sequência ao inquérito", disse a delegada Maria Beatriz Moura Campos.

Hoje, a delegada ouviu a vítima informalmente no hospital. Lucilara está internada na Unidade de Emergência (UE), do Hospital das Clínicas (HC). "Ela alega que é uma disputa por herança, mas isso ainda será investigado", acrescentou Maria Beatriz. A caminhonete usada por Francisco, que seria do pai, foi apreendida nesta manhã. A arma do crime, ainda não localizada, seria uma pistola, devido ao número de projéteis disparados, mas isso só será informado após o laudo da perícia técnica.

O incidente ocorreu na rua onde os irmãos moram, na Vila Virgínia. Após ser atropelada pelo irmão, Lucilara ainda foi atingida por nove tiros, dos 11 disparados por Francisco. Ela foi socorrida e a surpresa foi que nenhum órgão vital foi atingido. Lucilara disse à delegada que o irmão a ameaçava havia algum tempo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG