Brechó virtual vai vender peças de celebridades

Os ‘futebolísticos’ vão poder comprar a camisa com que Ronaldo levou o Corinthians à vitória do Paulistão 2009. Os fashionistas terão a chance de arrematar um vestido de Gisele Bündchen, usado pela top em um desfile de 2000, quando a gaúcha foi eleita a mulher mais bonita do mundo.

Agência Estado |

Fãs de música poderão ostentar no guarda-roupa o figurino que Maria Rita vestiu na gravação do DVD 'Samba Meu' ou um par de óculos escuros de Ben Harper.

Todas essas peças estarão, a partir de amanhã, nas prateleiras virtuais do site Brechó Social (www.brechosocial.com.br), idealizado por Fernanda Suplicy e Sérgio Morisson, da Social Way - empresa de marketing social -, cuja renda será revertida à caridade. "Não é leilão", avisa Fernanda. "A pessoa entrará no site e comprará. Desta maneira, vamos valorizar os produtos", completa. O dinheiro arrecadado em cada venda cairá diretamente na conta da entidade social, escolhida pela própria celebridade doadora. "Assim, poderemos trabalhar para todas as ONGs."

Até a tarde de ontem, os preços dos produtos ainda não estavam fechados, mas Fernanda já alertava: "Não serão baratos. Afinal, cada um carrega um grande valor histórico."

Segundo a organizadora, o site surgiu frente à necessidade de simplificar a maneira com que as entidades angariam recursos. "Com o Brechó, a captação ficará mais simples e moderna. Fazer o leilão de uma ONG, por exemplo, é complicado e caro. Às vezes, gasta-se uma fortuna com um grande evento e o resultado pode ser um prejuízo ou uma fatia pequena de doações." As informações são do Jornal da Tarde.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG