Brasileiro não toma atitudes pró-clima, afirma pesquisa

Apenas uma pequena parcela dos brasileiros tomou alguma atitude no último ano para utilizar fontes de energia e combustível mais limpas, embora praticamente todos se preocupem com o aquecimento global. É o que revela uma pesquisa realizada pela empresa de consultoria empresarial Accenture que entrevistou 10.

Agência Estado |

733 pessoas em 22 países. Participaram do estudo 503 brasileiros que residem no País. Cerca de 96% afirmaram estar preocupados com o aquecimento global.

O mesmo porcentual acredita que a mudança climática terá algum impacto na sua vida pessoal. O grau de conscientização do brasileiro é maior do que a média dos países avaliados: no resultado geral da pesquisa, 86% dos entrevistados se dizem preocupados com o aquecimento e 83% esperam impactos na sua vida diária.

Mas nem sempre as intenções são traduzidas em ações. Na edição de 2007 da pesquisa, 99% dos entrevistados brasileiros afirmaram estar dispostos a adotar fontes de energia ou combustível mais limpas, como álcool, biodiesel, gás natural ou aquecedores solares. Contudo, na edição deste ano, só 13% relataram ter optado por uma fonte limpa nos últimos 12 meses. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG