Brasileiro é encontrado morto em Nova York

O brasileiro José Ricardo Ferreira de Souza, de 31 anos, foi encontrado morto no domingo à noite na Praia de Brighton, East Coney Island, em Nova York. O corpo do pernambucano apresentava sinais de estrangulamento e luta corporal.

Agência Estado |

A polícia trabalha com a hipótese de que o crime possa ter ocorrido em outra área e as correntes marítimas teriam arrastado o corpo do brasileiro para o local.

José Ricardo era bispo da Igreja Vétero-Católica na América, com sede em Astoria, Queens, e fazia trabalhos sociais. No dia da morte, teria mandado US$ 150 para a irmã Silvana Ferreira de Souza, de 37 anos, para pagar a conta de telefone, que estava atrasada.

As informações fornecidas pelo 60º Distrito de Polícia de Nova York, que atende a área onde o corpo foi localizado, são escassas. Os detetives do departamento de investigação trabalham sob sigilo. A hipótese é que ele tenha sido vítima de latrocínio, roubo seguido de morte, pois José Ricardo foi encontrado descalço, sem documentos nem telefone.

Segundo o Consulado do Brasil em Nova York, que presta serviço como intermediário nas relações entre a polícia e a família da vítima, o atestado de óbito já teria sido emitido e um amigo da vítima, o uruguaio Cláudio Bas, que o conhecia desde 2001, estaria cuidando dos trâmites legais para o traslado do corpo.

Depois do choque pela notícia da morte de José Ricardo, a luta da família, agora, é para trazer o corpo dos Estados Unidos e enterrá-lo no Recife. "Vamos querer justiça", afirma outra irmã de José Ricardo, Maria José Ferreira de Souza, de 34 anos. Ela garante que ele vivia legalmente nos Estados Unidos. "Se estivesse ilegal, o governo o mandaria de volta, pagaria sua passagem", protestou. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG