Brasileiro é assassinado em Gifu, no Japão

O brasileiro Tadashi Namekata Brum, de 31 anos, foi morto na madrugada de sábado (horário japonês) na cidade de Gifu, no Japão, onde morava desde os 17 anos. A família da vítima, que desconhece detalhes do assassinato, tenta trazer o corpo de volta ao País.

Agência Estado |

O irmão gêmeo de Tadashi, que há 40 dias retornou para o Brasil, viajou para o Japão para tentar viabilizar o transporte do corpo.

Moradores de Praia Grande, na Baixada Santista, no litoral de São Paulo, os pais de Tadashi souberam do crime no sábado, ao receberem o telefonema de um amigo. Pela internet, a família descobriu que o assassinato aconteceu em uma pequena rua da cidade, por pessoas que fugiram em três carros. O jovem, encontrado sem documentos e com dois celulares, teria chegado a ser socorrido.

Tadashi havia se mudado para o Japão em 1994. Atualmente, Tadashi trabalhava como mecânico de automóveis autônomo, mas até 2004 era operário de empreiteiras. Durante os anos que morou no Japão, o mecânico se casou, separou e por cinco vezes esteve no Brasil visitando a família.

A irmã Akimi Brum dos Santos, de 37 anos afirmou que Gifu não é uma cidade violenta e a família desconfia que o motivo do assassinato seja alguma briga. "Ele era estourado e soubemos que houve uma discussão porque a polícia ligou para o meu outro irmão e disse que o autor do crime não é brasileiro nem japonês, pois as testemunhas disseram que eles falavam em outra língua", disse.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG