O Itamaraty confirmou hoje que o economista brasileiro Gabriel Buchmann, que estava desaparecido, morreu de hipotermia após longo período exposto ao frio intenso da África. A necropsia que apontou a causa da morte foi realizada no hospital de Blantyre.

O corpo do economista de 28 anos foi encontrado ontem em uma montanha no Malaui, na África. Ele havia desaparecido no dia 17 de julho após iniciar uma escalada do Monte Mulanje, no sul do país.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.