Brasileira é assassinada pelo namorado na Argentina

A brasileira Fernanda Soares Correia foi assassinada com um tiro na cabeça pelo namorado, o argentino Edgardo Rubén Angelino, em Villa Ballester, distrito do município de San Martín, na Grande Buenos Aires. O crime ocorreu no dia 11 de abril.

Agência Estado |

A suspeita é de que a causa tenha sido um ataque de ciúmes. Depois, o rapaz suicidou-se com a mesma arma com a qual havia matado Fernanda. A família desconfiou que uma tragédia havia ocorrido com a jovem por intermédio de uma série de recados deixados no site de relacionamentos Orkut.

A morte da jovem só foi conhecida pelos parentes de Fernanda dois dias depois. A família, em Petrópolis, no Rio de Janeiro, começou a desconfiar que algo errado havia acontecido com ela, pois Fernanda, de 21 anos, não estava respondendo os recados deixados no site. Além disso, a ausência de respostas às ligações telefônicas preocuparam a família da jovem, que tentou descobrir o que havia acontecido.

A apreensão dos pais e do irmão Adriano aumentou quando amigos de Fernanda na Argentina começaram a deixar recados no Orkut sugerindo que algo "muito ruim" havia ocorrido com ela. No dia 13, Adriano ligou para o Consulado do Brasil em Buenos Aires. Coincidentemente, os funcionários haviam sido notificados do assassinato da jovem poucos minutos antes pela Delegacia de Villa Ballester.

"Recebemos a notícia e verificamos que ela estava cadastrada aqui no Consulado desde agosto do ano passado. Estávamos pegando o telefone para ligar para a família dela em Petrópolis (os cadastros possuem números de contato com parentes no Brasil para o caso de emergências) quando o irmão dela telefonou, e ficou sabendo da notícia", explicaram funcionários. No dia seguinte, o pai de Fernanda desembarcou em Buenos Aires, acompanhado de um amigo. O corpo da jovem, que está sendo analisado pela Polícia argentina, será liberado nos próximos dias.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG