Brasil voltará a ser segunda maior indústria naval do mundo, diz Lula

BRASÍLIA - Ao comentar a inauguração da plataforma P-51 na semana passada, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou hoje que, em alguns anos, o Brasil voltará a ser a segunda maior indústria naval do mundo. Se não for a maior, disse.

Valor Online |

Em seu programa semanal Café com o Presidente, ele lembrou que a construção da plataforma provocou polêmica durante sua campanha de 2002 porque dirigentes da Petrobras acreditavam que o país não tinha tecnologia, engenharia, mão-de-obra qualificada ou estaleiros para isso. Lula referiu-se à inauguração como "um momento de glória" e de "emoção muito grande".

"Finalmente, o Brasil provou que é capaz de fazer aquilo que uma parte dos dirigentes do passado não acreditavam. E o meu orgulho maior é que ela é 100% nacional. Isso mostra que o Brasil aprendeu, evoluiu, detém essa tecnologia e esse conhecimento que o qualifica para ter uma indústria naval competitiva."
Para o presidente, iniciativas como a própria P-51, além de novos estaleiros e da descoberta da camada pré-sal, possibilitam que o país "recupere" sua indústria naval.

(Agência Brasil)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG