Brasil volta sem prêmio do 36º Emmy Internacional

NOVA YORK ¿ O otimismo era grande entre os 27 brasileiros presentes anteontem à noite na cerimônia do 36º Prêmio Emmy Internacional, em Nova York. O Brasil concorria em seis categorias, mais saiu sem nenhum prêmio.

Agência Estado |

Os favoritos eram Irene Ravache, com seus 43 anos de televisão, Pedro Cardoso, que interpreta Agostinho Carrara há 8 anos na série "A Grande Família", e a novela "Paraíso Tropical", que estreava na nova categoria Telenovelas. A Inglaterra foi a grande vencedora com sete dos dez prêmios oferecidos pelo Emmy. A sensação é que o júri, na maioria americano, inglês e alemão, fica com preguiça de ler legendas e acaba votando nos ingleses.

No final da cerimônia, o Brasil levou apenas um abraço do vencedor de minisséries da Argentina, Claudio Villarruel, que dedicou o prêmio ao povo argentino e aos indicados peruanos e brasileiros. "Quando anunciaram meu nome, achei que fosse um erro porque não falo inglês e não trabalho para a BBC ou Channel 4", brinca Villarruel. "Na América Latina, não temos o mesmo orçamento das produtoras européias. Contamos apenas com a nossa criatividade."

"Português é uma língua belíssima, mas fica isolada na própria América Latina. Estamos começando a conhecer mais a cultura latino-americana, se enxergar dentro dela, e o trabalho da HBO, que passa produções hispânicas ao lado de brasileiras, por exemplo, facilita essa integração", explica André Barros, co-diretor de "Mandrake", que concorreu pela segunda vez na categoria de melhor série dramática. "A gente só gosta do código que conhece e o código da América Latina já está começando a ser apreciado em outros países. Um dia a gente ganha."

A atriz Malu Mader acabou sendo a única brasileira a subir ao palco. Ela apresentou o prêmio de entretenimento, sem roteiro, ao lado do modelo sueco Marcus Schenkenberg. "Eu estava um pouco nervosa, mas sou o que a Clarice Lispector chamava de tímida ousada." Ela estava torcendo para Irene Ravache com quem participou da novela "Eterna Magia", que concorreu ao prêmio de melhor interpretação ao lado de Pedro Cardoso. Para o ator de "A Grande Família", o Brasil precisa ficar conhecido no exterior por sua produção cultural.

Para o diretor José Luiz Villamarim, "Paraíso Tropical "era um forte concorrente na categoria telenovela, "uma mega-produção que representava a sociedade atual". A Jordânia acabou levando o prêmio com uma produção de apenas 30 capítulos sobre a vida de um palestino durante a invasão dos israelenses em 2002.

Leia mais sobre: Emmy

    Leia tudo sobre: emmy

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG