Brasil volta a usar estrelas para medir qualidade hoteleira

Novo sistema de classificação também diferencia hotel de resort, hotel-fazenda, cama e café, hotel histórico, pousada e flat

Naiara Leão, iG Brasília |

Para se adequar ao padrão mundial de serviços turísticos antes da Copa de 2014 e da Olimpíada de 2016, o Brasil volta a usar as estrelas como símbolo da qualidade de seus hotéis.

A mudança vale a partir do próximo mês, quando completarem 30 dias da assinatura de uma portaria que institui o Sistema Brasileiro de Classificação de Meios de Hospedagem (SBClass). O documento será assinado nesta terça-feira pelo ministro do Turismo, Pedro Novais.

Atualmente não existe um sistema de unificação da classificação dos hotéis. No final do ano passado foi revogado um modelo que adotava as estrelas, mas colocava todos os estabelecimentos sob a mesmo categoria, a de “hotel”.

No sistema novo, os estabelecimentos serão divididos em hotel, resort, hotel-fazenda, cama e café, hotel histórico, pousada e flat/apart hotel. Cada categoria terá critérios próprios para avaliar quantas estrelas um estabelecimento merece.

Com isso, um estabelecimento mais simples, que se enquadra como pousada, por exemplo, não terá que oferecer os mesmos serviços que um resort para ganhar cinco estrelas e ser considerado excelente no tipo de serviço que oferece.

Para se encaixar em uma categoria, os empreendimentos hoteleiros deverão cumprir uma série de itens obrigatórios. Haverá também uma lista de itens optativos e cada estabelecimento terá que oferecer pelo menos 30 % dos serviços descritos nessa lista.

Essas listas de serviços foram definidas pelo Ministério do Turismo com a ajuda do Instituto Nacional de Metrologia e Qualidade Industrial (Inmetro).

    Leia tudo sobre: hotelestrelasclassificação

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG