BRASÍLIA - A redistribuição de renda e o aumento da classe média foram as características principais do período de dez anos fechado em 2007. A constatação é do estudo ¿Miséria e a Nova Classe Média na Década da Igualdade¿, divulgado nesta sexta-feira pela Fundação Getulio Vargas.

Acordo Ortográfico

No período, a classe média cresceu 15 pontos percentuais. Em 1992, 32,52% da população se enquadravam na classe média e esse contingente chegou a 47,06% em 2007. Nos quatro anos finais do período, o crescimento passou de 37,06% para 47,06%.

Só em 2007, 1,5 milhão de pessoas saíram da linha de pobreza.Para os técnicos da Fundação Getulio Vargas, o resultado se deve ao bom desempenho da economia e a um número nunca antes verificado no País de geração de emprego formal a partir de 2004. 

Leia mais sobre: distribuição de renda

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.