Brasil vira palco de festivais e artistas do show biz

Dois grandes festivais com 41 atrações internacionais no mesmo dia, neste sábado, o Maquinária e o Planeta Terra. Anteontem, foi o Eletronika, em Belo Horizonte.

Agência Estado |

Na terça, será o Indie Festival, em São Paulo, com Gogol Bordello e Super Furry Animals. Daqui a mais alguns dias, será a vez do About Us Festival, que traz Sting e Jason Mraz. Sem contar que foram confirmados em cima da hora shows de Joss Stone e Beach Boys. O grupo The Killers chega nos próximos dias. O Colplay e o Franz Ferdinand vêm aí, e o U2 acaba de assegurar quatro datas de sua milionária turnê 360º, três em São Paulo e uma no Rio (em novembro de 2010).

O que está se passando no show biz nacional? O superaquecimento é evidente em relação a todos os gêneros, e todas as casas estão com suas agendas lotadas. Publicações como a Pollstar e a Billboard têm analisado o fenômeno em números e estimam que, num espelho parcial do desempenho da região, o faturamento bruto do show biz aqui ultrapasse US$ 500 milhões.

O dólar baixo está no centro dessa euforia, avaliam os empresários do ramo. Curiosamente, a outra questão que inflacionou os palcos neste final de ano e no início do próximo tem relação com a crise do final de 2008, início de 2009. "Muitos artistas postergaram as turnês, muita banda suspendeu suas excursões para não permitir que baixassem o valor dos seus cachês", analisa Milkon ‘Mac’ Chriesler, da Groove Concept, organizadora do festival Maquinária. Com a retomada econômica, começam a voltar ao batente.

A consolidação e a profissionalização do show biz nacional são os outros fatores. Ontem, a empresa de capital nacional Time for Fun (T4F) enfrentou em Nova York, durante festa da Billboard, as duas maiores corporações do setor, AEG Live e Live Nation, na disputa dos Billboard Touring Awards. Disputando na categoria melhor produtora e melhor produtora independente (nesta última, contra a MCD da Irlanda e a Michael Coppel Presents da Austrália), a Time for Fun é o maior retrato dessa euforia que ronda a América do Sul.

A T4F incorporou a CIE Argentina e a CIE Chile em 2007, numa operação de US$ 150 milhões, e hoje já é uma das maiores do setor no mundo. Este ano, foi responsável pela vinda de diversos artistas internacionais: Kiss, Oasis, Keane, Simple Red, Backstreet Boys, Damien Rice, Aha, Jerry Lee Lewis, Prodigy, Pet Shop Boys, Sarah Brightman, Il Divo. Radiohead e Kraftwerk abriram o ano em alto estilo, em show impecável na Chácara do Jockey. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Gogol Bordello & Super Furry Animals - A banda de punk cigano e o grupo do País de Gales são atrações do Festival Indie Rock. Via Funchal, 10/11

Ellen Allien - A fundadora do selo BPitch Control, que lançou Modelektor e Apparat, toca no festival de eletrônica XXXPERIENCE. 14/11.

The Killers - Os americanos fazem um único show em São Paulo. Chácara do Jockey, 21/11

AC/DC - Em sua terceira vinda ao Brasil, toca no Estádio do Morumbi, 27/11

Beach Boys - A lendária banda americana faz única apresentação Credicard Hall, 02/12

Coldplay - Os ingleses confirmaram dois shows em 2010. Rio (Praça da Apotesose), 28/02; SP (Morumbi), 02/03

Franz Ferdinand - A banda escocesa, que tocou duas vezes por aqui em 2009, retorna no ano que vem. Porto Alegre (Pepsi on Stage), 18/03; Rio (Fundição Progresso), 19/03; Brasília (local indefinido), 21/03; São Paulo (Via Funchal), 23/03

U2 - Os irlandeses anunciaram shows para novembro de 2010, com três datas em São Paulo e uma no Rio.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG