Brasil vence Peru e reassume 2o lugar nas eliminatórias

PORTO ALEGRE (Reuters) - A seleção brasileira voltou a marcar um gol em casa pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2010 após mais de um ano e derrotou o Peru por 3 x 0, nesta quarta-feira, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre. Os gols foram marcados por Luís Fabiano (dois) e Felipe Melo. Com o resultado, o Brasil reassumiu o 2o lugar nas eliminatórias, com 21 pontos, três a menos que o líder Paraguai. O Chile é o terceiro (20 pontos) e a Argentina (19) ocupa a quarta colocação.

Reuters |

A equipe do técnico Dunga era vice-líder antes de empatar em 1 x 1 com o Equador, no domingo, quando caiu para o quarto lugar depois de uma atuação desastrosa em Quito.

Contra o fraco time do Peru, lanterna das eliminatórias com apenas 7 pontos, o Brasil mostrou uma disposição maior e, mesmo sem ter feito uma grande partida, ganhou com facilidade.

"O objetivo principal era ganhar e a gente ganhou jogando bem, então sai todo mundo feliz", disse Kaká, que era dúvida devido a uma lesão, mas jogou a partida inteira. "Aguentei bem, sem nenhum problema, agora estou de volta."

Dunga fez três alterações em relação ao time que empatou com o Equador: os laterais Daniel Alves e Kléber substituíram Maicon e Marcelo, ambos machucados, e Kaká, recuperado de lesão no pé esquerdo, entrou na vaga de Ronaldinho Gaúcho. Desta forma, o time entrou em campo com Julio Cesar; Daniel Alves, Lúcio, Luisão e Kléber; Felipe Melo, Gilberto Silva, Elano e Kaká; Robinho e Luís Fabiano.

Logo no início do jogo, os brasileiros tiveram duas chances com Luís Fabiano. Na primeira delas ele chegou a marcar, mas estava impedido e na segunda chutou cruzado, sem ângulo.

Aos 12 minutos, o treinador brasileiro foi obrigado a fazer a primeira alteração. O zagueiro Luisão sentiu dor na perna e foi substituído por Miranda.

A equipe não se abalou e continuou em busca de seu gol, que saiu aos 18 minutos em cobrança de pênalti de Luís Fabiano, após Kaká ser derrubado na área. Foi o primeiro gol do Brasil em casa pelas eliminatórias desde novembro de 2007, quando o atacante do Sevilla marcou os dois gols na vitória de 2 x 1 sobre o Uruguai no Morumbi. Desde então, foram três empates sem gols, contra Argentina, Bolívia e Colômbia. Houve ainda uma goleada sobre Portugal, mas em um amistoso.

Aos 27 minutos o Brasil ampliou. Daniel Alves lançou Luís Fabiano, que, impedido, ajeitou no peito e tocou no canto do goleiro para fazer 2 x 0.

PATO E RONALDINHO

Para o segundo tempo, Dunga afirmou que o Brasil precisava "trabalhar mais a bola e explorar as laterais". Porém, a equipe criava pouco, e a torcida gaúcha pedia a entrada de Alexandre Pato, revelado pelo Internacional e hoje no Milan, da Itália.

E quando se esboçavam as primeiras vaias o Brasil fez mais um gol. Após uma arrancada do meio-campo, Felipe Melo dividiu com os rivais, invadiu a área e tocou na saída do goleiro para ampliar aos 19 minutos.

"É uma noite especial, está toda minha família aqui e eu pude contribuir com a seleção", declarou Felipe Melo.

Dois minutos depois ocorreu o lance mais perigoso do Peru no jogo. Fano chutou de fora da área e Júlio César, destaque brasileiro contra o Equador, tocou na bola antes que ela batesse na trave.

Aos 25 minutos a torcida, que não lotou o Beira-Rio, foi atendida. Pato entrou no lugar de Robinho, que teve atuação apagada, e aos 32 Ronaldinho Gaúcho substituiu Elano.

A melhor chance do Brasil para marcar o quarto foi numa cobrança de falta da entrada da área defendida pelo goleiro Butrón.

A próxima rodada das eliminatórias acontece em junho. O Brasil enfrenta o Uruguai fora de casa e recebe o Paraguai. No mesmo mês a seleção disputa a Copa das Confederações, na África do Sul.

(Texto de Tatiana Ramil em São Paulo)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG