rebatizada de A H1N1 pela Organização Mundial de Saúde). Ao todo, são 452 ocorrências da doença no País." / gripe suína ; total vai a 452 - Brasil - iG" / rebatizada de A H1N1 pela Organização Mundial de Saúde). Ao todo, são 452 ocorrências da doença no País." /

Brasil tem mais 53 casos de gripe suína ; total vai a 452

SÃO PAULO - Em nota divulgada na noite desta quinta-feira, o Ministério da Saúde informa que o Brasil tem mais 53 casos de gripe suína (http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2009/04/30/oms+decide+mudar+nome+da+gripe+suina+5867916.htmlrebatizada de A H1N1 pela Organização Mundial de Saúde). Ao todo, são 452 ocorrências da doença no País.

Redação |

O Ministério da Saúde acompanha ainda 310 casos suspeitos da doença e 677 foram descartados. Até o momento, 106 países são afetados pela gripe, de acordo com a Organização Mundial de Saúde.

Nesta quinta, a faculdade Casper Líbero, em São Paulo, antecipou as férias devido a duas alunas infectadas, que passam bem. As atividades previstas para os próximos dias vão ser transferidas para o final de julho e início de agosto.

O acesso à Faculdade está liberado a alunos e professores nas férias, mas é recomendado que se evite concentrações de pessoas. Os alunos das turmas que tiveram contato com as alunas infectadas vão ser contatados pela Vigilância Sanitária.

Os estudantes do 3º ano do curso de economia, do turno matutino, da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) da Universidade de São Paulo (USP) também tiveram as aulas suspensas nesta quinta, devido à confirmação de três casos de "gripe suína" entre os alunos.

A Universidade Estadual de Londrina (UEL) é outra instituição que suspendeu as aulas e as atividades administrativas nesta quinta por causa da doença. A decisão foi tomada durante reunião de emergência e funciona como medida preventiva, de acordo com comunicado divulgado pela instituição.

Uma estudante da Universidade Estadual Paulista (Unesp), com o diagnóstico já confirmado para a doença, teve contato direto com servidores e estudantes da UEL no último dia 16.

A suspensão de atividades segue até o dia 29. Nesse período, apenas serviços de emergência considerados fundamentais ¿ como o Hospital Veterinário e o Hospital de Clínicas ¿ permanecem funcionando.

Férias

Em São Paulo, onde desde sexta-feira algumas escolas já tinham anunciado a antecipação das férias, pelo menos mais quatro colégios decidiram suspender as aulas nesta quarta-feira após alunos terem sido confirmados com o vírus.

As escolas Viva, Madre Iva e Júlio de Mesquita anteciparam as férias de todas as turmas, totalizando 2.500 alunos, enquanto na Visconde de Porto Seguro a turma de um aluno que teve a doença confirmada também está sem aulas.

No início da semana, a Universidade Estadual Paulista (Unesp) já tinha interrompido as aulas de 1.700 alunos no campus de Assis, que se somaram a mais 2 mil das escolas Magno e Palmares.

AE

Alunos do Colégio Santo Inácio conversam no portão

O colégio Santo Inácio, na zona Sul do Rio de Janeiro, foi o primeiro da cidade a interromper as aulas por causa da 'gripe suína', após dois alunos terem sido confirmados com a doença e outros dois estarem com suspeita.

Todas as turmas do período diurno foram afetadas pela suspensão das aulas, o que totaliza 3.500 alunos, informou a escola.

"Mesmo não sendo esta a recomendação do Ministério da Saúde... a direção do colégio, por prudência, decidiu suspender as aulas de todas as séries do colégio", disse a escola em comunicado, acrescentando que todos os casos de gripe e suspeitos são relacionados a viagens recentes para o exterior.

A escola Parque, também na zona sul do Rio, suspendeu aulas de uma classe que teve um aluno confirmado com a doença, enquanto outras escolas em Porto Alegre e em Belo Horizonte adotaram medidas semelhantes após a confirmação de casos de gripes em seus alunos.

Empresas

A exemplo da medida adotada pela Vale na última terça-feira, a Natura e a Serasa decidiram deixar parte de seus empregados em quarentena . A Serasa concedeu uma licença especial para 97 empregados que tiveram algum tipo de contato com os cinco que foram confirmados com a doença e que contraíram o vírus depois de uma viagem de trabalho ao Chile.

A empresa recomendou que estes empregados permaneçam em suas casas até segunda ordem e que busquem atendimento em um posto médico se apresentarem sintomas da doença.

A Natura informou que, depois da confirmação da doença em dois de seus funcionários e a suspeita de outros três, determinou que os trabalhadores das áreas em que estavam os infectados permaneçam em suas casas nos próximos dias.

A fabricante de cosméticos informou que os doentes trabalham em uma sede da empresa em Cajamar, na região metropolitana de São Paulo, mas não anunciou quantos dos 6 mil funcionários estão em quarentena.

Internados

O Ministério da Saúde informou em comunicado que entre os 452 casos confirmados da doença, dois pacientes estão internados no Rio Grande do Sul e ambos contraíram a doença no exterior. O Hospital Universitário de Santa Maria informou que o estado de saúde de uma paciente internada na UTI segue grave, porém estável.

A menina, de 14 anos, é um dos cinco casos confirmados no município de São Gabriel, que declarou estado de emergência devido ao surto da doença na cidade. Segundo o médico Alexandre Schwarzbuld, responsável pelo caso da garota, ela tem asma, mas não há outros fatores que risco que poderiam fazer seu quadro ficar neste estado crítico. O médico também disse que a evolução da doença na garota é semelhante a casos encontrados no México.

Apesar de em 15,5% dos casos confirmados a transmissão ter acontecido dentro do território brasileiro, o ministério afirmou em nota que "até o momento, a transmissão no Brasil é limitada, sem evidências de sustentabilidade da transmissão do vírus de pessoa a pessoa".

Entre os casos contraídos no exterior, os principais locais de provável infecção são Argentina (119 casos), Estados Unidos (57) e Chile (11), disse o ministério.

A presidente do Chile, Michelle Bachelet, criticou o governo brasileiro nesta quarta-feira devido à orientação de Temporão contra as viagens a Chile e Argentina, os dois países sul-americanos mais atingidos pela gripe, com 5.186 e 1.294 casos confirmados, e 7 e 17 mortes, respectivamente.

(*Com informações da Reuters, Agência Estado e Agência Brasil)

Entenda:

Leia também:

    Leia tudo sobre: gripe suínainfecçãoministério da saúde

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG