Brasil tem 38 casos suspeitos de gripe H1N1, diz ministério

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Os casos considerados suspeitos da gripe H1N1 no Brasil passaram de 37 para 38 nesta quinta-feira, enquanto os pacientes monitorados caíram de 39 a 24, informou o Ministério da Saúde. Até o momento, oito pacientes tiverem a chamada gripe suína no país.

Reuters |

Rio de Janeiro e Minas Gerais agora são os Estados com o maior número de pacientes suspeitos, 7 em cada, uma vez que os casos duvidosos em São Paulo caíram de 14 para 5.

Distrito Federal (5), Pernambuco (5), Alagoas (2), Goiás (2), Ceará (1), Pará (1), Piauí (1), Rio Grande do Sul (1) e Rondônia (1) são os outros Estados com casos suspeitos, informou o ministério em nota

As 24 pessoas em monitoramento estão em sete Estados e no Distrito Federal, enquanto outros 217 casos foram descartados após a realização de exames.

O Ministério da Saúde já confirmou oito casos da doença no Brasil, três no Rio, dois em São Paulo, um em Minas, um no Rio Grande do Sul e um em Santa Catarina. Entre os casos no Rio, dois pacientes foram contaminados no país, o que faz do Brasil um dos nove países no mundo com transmissão do vírus em seu território.

Apesar disso, o Ministério da Saúde considera que não há evidências de uma transmissão sustentada de pessoa para pessoa do vírus H1N1 no país, já que esses pacientes são muito próximos de um primeiro paciente que contraiu a doença durante viagem ao México, onde a epidemia começou.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), 6.497 casos da doença já foram confirmados em 33 países, com 65 mortes, a maioria no México. EUA, Canadá e Costa Rica são os outros países com mortes confirmadas pela doença.

Desde 29 de abril, a OMS elevou o seu nível de alerta de pandemia para o grau 5, numa escala até 6, o que indica uma iminente epidemia global da nova doença.

(Por Pedro Fonseca)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG