Brasil suspende acordo e exigirá visto de hondurenhos

SÃO PAULO (Reuters) - O governo brasileiro suspendeu o acordo de isenção de vistos em passaportes hondurenhos e passará a exigir o documento a partir de 5 de setembro, informou o Ministério de Relações Exteriores nesta quinta-feira. A decisão foi tomada após o golpe, em 28 de junho, que derrubou o presidente Manuel Zelaya do poder, informou o Itamaraty em nota.

Reuters |

O acordo, assinado entre Brasil e Honduras em 2004, dispensava o visto para portadores de passaportes hondurenhos.

A suspensão do acordo não afetará a situação de portadores de passaportes hondurenhos que estejam no Brasil em situação regular.

A nota com a medida foi entregue pelo embaixador brasileiro na Organização dos Estados Americanos (OEA) à chanceler de Honduras, Patricia Rodas.

"A decisão brasileira baseia-se nas resoluções da OEA e da Organização das Nações Unidas no sentido de não reconhecer o governo 'de facto' instalado naquele país centro-americano", afirma o comunicado.

(Por Hugo Bachega)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG