Brasil segue com 30 casos suspeitos de gripe suína

O Ministério da Saúde informou hoje que o total de casos suspeitos no País de gripe suína (vírus A H1N1) permanece em 30, o mesmo número do boletim de sexta-feira. As amostras com secreções respiratórias dessas pessoas estão em análise laboratorial.

Agência Estado |

Os casos já confirmados são seis, sendo cinco adultos jovens e uma criança. Dois casos são de São Paulo, dois do Rio de Janeiro, um de Minas Gerais e um de Santa Catarina.

Os casos suspeitos de gripe suína estão sendo investigados em 10 Estados e no Distrito Federal. Os pacientes com suspeita de estar com o vírus estão internados em São Paulo (12), Minas Gerais (4), Rio de Janeiro (1), Santa Catarina (1), Distrito Federal (2), Mato Grosso do Sul (1), Goiás (2), Paraná (4), Ceará (1), Pernambuco (1) e Rondônia (1).

De acordo com informações da assessoria do Ministério da Saúde, outros 25 pacientes estão sendo monitorados em oito Estados, por apresentarem um ou mais sintomas da gripe (até ontem, eram 18 monitoramentos). Eles estão em São Paulo (11), Amazonas (1), Ceará (2), Mato Grosso do Sul (1), Minas Gerais (4), Rio de Janeiro (2), Rio Grande do Norte (2) e Rio Grande do Sul (2).

A assessoria do ministério ressalta que os números referem-se a informações repassadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde até as 9 horas de hoje. O ministério informou ainda que, até a tarde de hoje, outros 123 casos foram descartados.

Além disso, o Ministério da Saúde considera que não há evidências de sustentabilidade da transmissão de pessoa a pessoa do vírus H1N1, tendo em vista que até agora houve apenas um caso de transmissão dentro do País por contato próximo com um paciente confirmado procedente de país afetado (México), "não havendo até o momento transmissão subsequente para outros contatos próximos". "Desse modo, estes Estados com casos confirmados não devem ser considerados como área afetada", diz o ministério.

Para o ministério, é considerado caso suspeito a pessoa que apresentar febre alta de maneira repentina (acima de 38ºC) e tosse, podendo estar acompanhado de algum dos seguintes sintomas: dor de cabeça, dores musculares e nas articulações, dificuldade respiratória; e ter apresentado sintomas até 10 dias após sair de países que reportaram casos de gripe suína; ou ainda ter tido contato próximo, nos últimos 10 dias, com uma pessoa classificada como caso suspeito de infecção humana pelo vírus A H1N1.

São considerados países afetados aqueles com casos confirmados e divulgados pelos governos ou pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Até hoje, a OMS reconhecia a existência de casos em 29 países: México, Estados Unidos, Canadá, Espanha, Reino Unido, Alemanha, Nova Zelândia, Israel, França, Itália, El Salvador, Áustria, China (Hong Kong), Costa Rica, Dinamarca, Holanda, Irlanda, Suíça, Colômbia, Coreia do Sul, Portugal, Guatemala, Suécia, Polônia, Austrália, Panamá, Argentina e Japão.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG