de gripe A H1N1) no País. O caso foi registrado em São Paulo." / gripe suína , segundo secretaria de São Paulo - Brasil - iG" / de gripe A H1N1) no País. O caso foi registrado em São Paulo." /

Brasil registra segunda morte por gripe suína , segundo secretaria de São Paulo

SÃO PAULO - A Secretaria de Saúde de São Paulo confirmou nesta sexta-feira a segunda morte por gripe suína (rebatizada http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2009/04/30/oms+decide+mudar+nome+da+gripe+suina+5867916.html target=_topde gripe A H1N1) no País. O caso foi registrado em São Paulo.

Redação com agências |

AP
São Paulo tem 457 casos da doença
A vítima é uma menina de 11 anos, que morreu no dia 30, seis horas após dar entrada na emergência de um hospital particular. A criança era moradora de Osasco, na Grande São Paulo.

Ela começou a apresentar dores abdominais, vômito e febre no dia 28 de junho. No dia 29, teve febre de 39 graus, tosse e dores no corpo. No dia seguinte foi levada pelos pais ao hospital com sinais de choque séptico.

Conforme a Secretaria de Saúde, ela fez exames de raio-x, ultra-som, liquor e eletrocardiograma, foi medicada e já levada para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde poucas horas depois teve uma parada cardio-respiratória e morreu. 

Família também está com a gripe

No atestado de óbito da criança está como causa da morte infecção generalizada. Conforme o órgão, ela só foi diagnosticada com gripe porque o seu irmão, de 7 anos, foi internado no dia 1º de julho no Hospital Emílio Ribas com os sintomas da gripe. Seu quadro era leve e ele foi liberado para tratamento domiciliar.

O pai da criança apresentou sintomas de gripe no dia 4 de julho. No dia 7, foi ao Instituto Emílio Ribas, onde exames também comprovaram que ele está com o vírus da influenza A.

A mãe da criança também foi diagnosticada com a gripe A. Como estava com sintomas leves, foi liberada sob a recomendação de isolamento domiciliar.

A família não relatou ter viajado ao exterior.

Até o momento, o Estado de São Paulo registra 457 casos da gripe. Destes pacientes, cinco estão internados.

Ministério lamenta morte

Por meio de nota, o Ministério da Saúde, diz que as vigilâncias epidemiológicas do Estado de São Paulo estão investigando os contatos da criança e da família para encontrar possíveis vínculos com pacientes vindos do exterior.

"O Ministério lamenta a ocorrência do segundo óbito e reitera que todas as medidas vêm sendo tomadas, em parceria com estados e municípios, para diminuir a disseminação da doença e oferecer tratamento ágil em sua rede pública a todos que necessitem", acrescenta a nota.

O ministério faz questão de ressaltar que, apesar da sua morte confirmada no País, a taxa de letalidade da doença é baixa. "A letalidade média da nova gripe no mundo é de 0,45%, igual à da gripe sazonal", diz.

O 1º caso

A primeira morte confirmada por "gripe suína" no País ocorreu no final de junho, no Rio Grande do Sul. Um caminhoneiro de Erechim, que havia voltado de uma viagem de sete dias à Argentina, começou a apresentar os sintomas da doença logo chegou ao País. Mesmo tendo sido assistido, ele não resistiu e morreu.

Segundo boletim divulgado pelo Ministério da Saúde nesta sexta-feira, 52 novos casos da gripe foram confirmados. Com isso, o Brasil registra 1027 casos da doença.

Até 8 de julho, eram acompanhados 2.973 casos suspeitos no País. Outros 1.538 casos haviam sido descartados.

Entenda:

    • Leia tudo sobre: gripe suína

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG