Brasil quer posto da ONU de combate às drogas

O Brasil quer liderar o órgão da Organização das Nações Unidas (ONU) que se ocupa do combate contra o crime e drogas no mundo. O governo brasileiro lançou Pedro Abramovay, secretário de Assuntos Legislativos do Ministério da Justiça, como candidato para ocupar o posto de diretor executivo do Escritório da ONU para o Combate ao Crime e Drogas.

Agência Estado |

Hoje, o organismo com sede em Viena é liderado pelo italiano Antônio Maria Costa, prestes a concluir seu segundo mandato à frente da entidade. Ele quer permanecer, mas a cúpula da organização já indicou que só ficaria se houvesse consenso internacional sobre seu nome.

O Brasil, que busca desde 2003 ocupar cargos relevantes na ONU, mobilizou suas embaixadas pelo mundo para pedir votos e apoio a Abramovay. Nesta semana, o ministro da Justiça, Tarso Genro, falará com o governo suíço em busca de apoio. Em declarações ao jornal O Estado de S. Paulo, o secretário destacou que tem o apoio da América do Sul e de parceiros importantes do Brasil, como Portugal. A Rússia também teria mostrado sua simpatia ao candidato. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo .

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG