Madri, 19 set (EFE) - O Brasil será o país convidado para o Festival de Cine de Alcalá de Henares, em Madri, que entre 7 e 15 de novembro homenageará o país com a exibição de seus melhores curtas-metragens.

O anúncio foi feito hoje pela organização do evento, um dos mais antigos dentro do mundo cinematográfico e que completa sua 38ª edição.

A região de Alcalá de Henares, cidade natal de Miguel de Cervantes, organizou uma programação que, sob o título "48 horas Brasil", vai se aproximar da realidade do país.

Os presentes poderão descobrir não só o cinema brasileiro com a presença de vários diretores de curtas-metragens, mas também sua situação econômica, cultural ou social.

O programa contempla a exibição de curtas-metragens brasileiros premiados nos mais importantes festivais nos últimos 20 anos e também produções mais recentes.

Além disso, será projetado um programa dedicado às favelas, que mostrará os problemas sociais e estruturais registrados nestes locais.

Entre os cineastas convidados está Fernando Meirelles, diretor de "Cidade de Deus".

Também haverá espaço para um longa-metragem de recente produção, assim como para músicas com ritmos brasileiros.

Nesta edição serão apresentadas 342 produções, que, junto com 292 peças inscritas no festival de curtas-metragens europeu, constituem as principais obras em competição no Festival de Alcalá de Henares.

EFE me/fh/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.