lições ao mundo no combate ao desmatamento, diz Lula - Brasil - iG" /

Brasil dá lições ao mundo no combate ao desmatamento, diz Lula

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou na segunda-feira que o Brasil está dando lições ao mundo de como se deve fazer para diminuir o desmatamento e as queimadas, que são responsáveis pela maior parte da contribuição brasileira ao aquecimento global. Segundo ele, com a ajuda de prefeitos e governadores, o governo aumentou a fiscalização e o combate ao desmatamento.

Reuters |

"Cada vez mais o Brasil está dando lições ao mundo de como nós temos que fazer para diminuir as queimadas, para diminuir o desmatamento", disse Lula em seu programa semanal de rádio, "Café com o Presidente", que nesta edição tratou do Dia Internacional do Meio Ambiente, a ser comemorado no próximo dia 5.

Segundo o presidente, o governo vem anunciando diversas ações para aumentar a preservação das florestas brasileiras. Lula destacou, por exemplo, que o Brasil criou 25 milhões de hectares de áreas de conservação na Amazônia e homologou 10 milhões de hectares de terras indígenas, assim como lançou programas para a utilização sustentável das florestas.

Para combater o aquecimento global, lembrou Lula, o país lançou o Plano Nacional sobre Mudança de Clima. Entre as ações do programa, o presidente destacou a meta de reduzir em 80 por cento do índice de desmatamento na Amazônia até 2020, o que equivale a diminuição de 5 bilhões de toneladas de dióxido de carbono lançados na atmosfera, o aumento no número de árvores plantadas e o incentivo à produção de fontes limpas de energia.

"Nos comprometemos a possuir medidas decrescentes de desmatamento no bioma Amazônia para atingir o chamado Desmatamento Ilegal Zero", sublinhou.

Lula afirmou também que o governo passou a tirar dos desmatadores o acesso ao crédito em bancos públicos, lançou programas de regularização fundiária na Amazônia e um fundo para combater o desmatamento e patrocinar a recuperação de áreas florestais degradadas.

"Os números mostram que estamos no caminho certo. Com o aperfeiçoamento do sistema do monitoramento, a taxa anual de desmatamento vem caindo sistematicamente. Saiu de 21.050 quilômetros quadrados em 1998 para 11.968 quilômetros quadrados em 2008," comentou o presidente.

(Reportagem de Fernando Exman; Edição de Vanessa Stelzer)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG