AMAZONAS - Os policiais de Tabatinga, da Colômbia e do Peru estão mobilizados para tentar encontrar o bebê raptado do casal de agricultores, Raimundo Lima de Oliveira, 43, e Cláudia Irineu Guilherme, 20, que moram na comunidade São Raimundo, em Tabatinga (AM). O bebê foi sequestrado no domingo (20). As informações são do portal Amazonas.

Segundo informações da polícia, a seqüestradora é uma mulher com aproximadamente 50 anos, cabelos negros e com feições indígenas. Ela teria fugido no dia 15 atravessando a fronteira do Brasil com o Peru.

Cartazes com o retrato falado da suspeita foram espalhados em Tabatinga, Letícia na Colômbia e em Santa Rosa no Peru. O Exército e a Polícia Federal (PF) estão prontos para atuar, caso recebam novas informações a respeito do caso.

Enxoval

O bebê raptado é um menino. A  mulher, que se identificou como peruana, conseguiu enganar os pais da criança, logo depois que a mãe teve os gêmeos no hospital do 8º Batalhão de Infantaria de Selva (8º Bis), no dia 15.

Sob o pretexto de que pretendia doar um enxoval aos bebês, a mulher conseguiu convencer os pais da criança a ir apanhar o material em um endereço que ela indicaria. Após convencer o pai a permitir que ela ficasse com uma das crianças no colo, ela seguia em um mototáxi para o suposto local onde ela faria a doação do material. Enquanto o pai a seguia em uma moto na frente, ela desviou o trajeto e sumiu com o bebê. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.