Brasil atingiu 66,3 milhões de internautas em 2009

O Brasil fechou 2009 com um total de 66,3 milhões de internautas e segue na frente entre os países cuja população passa mais tempo na internet, com uma média de 44 horas mensais. Pesquisa divulgada hoje pela joint venture Ibope Nielsen Online mostra que o País tem um total de 36,6 milhões de internautas ativos, ou seja, com acesso à internet tanto em residência como no trabalho.

Agência Estado |

A pesquisa aponta ainda que a quantidade de brasileiros com possibilidade de conexão à internet - que frequentam locais onde o serviço é oferecido - é de 46,8 milhões. Vale ressaltar que o instituto não calcula acessos à internet de pontos públicos e provenientes de telecentros e lan houses.

O levantamento do Ibope Nielsen Online aponta também que o número de brasileiros com acesso à internet residencial cresceu 16% no último mês do ano em relação ao mesmo período de 2008, passando de 24,5 milhões para 28,5 milhões. De acordo com a pesquisa, os endereços eletrônicos mais procurados pelos brasileiros são os sites de empresas de telecomunicação (que oferecem serviços de telefonia e internet), de mensagens e de correspondência eletrônica, com um total de 34,58 milhões de acessos em dezembro e tempo mensal médio de navegação de 9 horas mensais.

Em seguida, figuram os buscadores eletrônicos, portais e comunidades virtuais, com um total de 34,51 milhões de internautas e 6 horas e 43 minutos de tempo médio de navegação mensal. Nessa categoria, estão incluídos redes sociais como Orkut e Facebook e buscadores como o Google, Yahoo e Bing.

A pesquisa também aponta que, em dezembro, 23 milhões de internautas brasileiros navegaram em sites da subcategoria vídeos e filmes, como o YouTube, e 13,8 milhões navegaram em sites da categoria transmissão de mídia, na qual estão incluídos sites de vídeo profissionais. Juntas, as duas categorias chegam a 24,8 milhões de pessoas assistindo a vídeos online. O tempo médio de navegação dos internautas nesses serviços é de 1 hora e 5 minutos por mês.

Ainda que o número de internautas que acessam sites de vídeos cresça a cada ano, ele ainda é pequeno se comparado à população brasileira. No País, apenas 13% utilizam o serviço. Na América Latina, o Brasil fica atrás de nações como Venezuela (39%), Colômbia (33%), Peru (30%) e México (29%). O País fica à frente do Equador (13%) e da Argentina (10%).

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG