Botero é acusado de sonegar sete milhões de euros na Itália

ROMA ¿ O fisco italiano acusa o célebre artista colombiano Fernando Botero de ter omitido o recebimento de sete milhões de euros desde 2003, o que poderia configurar evasão fiscal ¿ uma situação desmentida pelo pintor e escultor, revela a imprensa italiana nesta terça-feira.

AFP |

Para o fisco italiano, Botero tem residência em Mônaco, mas vive e trabalha há 30 anos em Pietrasanta, Toscana, onde também possui uma mansão. Aparentemente, jamais declarou rendimentos nem pagou impostos na Itália.

Segundo uma fonte da receita, o montante é tão elevado que supera o estabelecido para uma simples multa e abre caminho a uma possível ação penal.

"Nada devo ao fisco italiano. Venho à Itália apenas dois meses por ano, e dou trabalho a fundições e laboratórios de Pietrasanta", declarou o artista. "Vou esclarecer a situação o mais rápido possível", acrescentou.

Leia mais sobre: Fernando Botero

    Leia tudo sobre: botero

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG