Boneco de Hitler volta a ser exposto no museu Madame Tussauds de Berlim

Berlim, 13 set (EFE).- O museu Madame Tussauds de Berlim voltou hoje a expor o polêmica boneco de cera do líder nazista Adolf Hitler, que em julho teve a cabeça arrancada por um visitante.

EFE |

Segundo o estabelecimento, a réplica do Führer foi colocada no mesmo local: sentada atrás de uma escrivaninha, mas agora isolada por um vidro.

O museu manteve assim sua postura de que a imagem de Hitler deveria voltar o mais rápido possível às suas salas por ser parte fundamental da história de Berlim e da Alemanha.

A presença do boneco de Hitler no Museu Tussauds foi duramente criticada antes mesmo de sua inauguração, e, apenas alguns minutos depois de exposta pela primeira vez, um visitante arrancou sua cabeça gritando "Guerra nunca mais".

Após o ataque, várias pessoas sugeriram que a réplica de Hitler não voltasse a ser exposta, entre elas o secretário-geral do Conselho Central dos Judeus na Alemanha, Stephan Kramer, que disse: "Não ficaria triste se a figura não voltasse a ser exposta".

A filial do museu Madame Tussauds de Berlim é a terceira na Europa, depois das de Londres e de Amsterdã, e a oitava do mundo.

A exposição permanente reúne 75 bonecos de personalidades da política, da cultura, do esporte e do mundo do espetáculo, como a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, o ex-chefe de Governo alemão Gerhard Schröder, o escritor Günter Grass e ex-jogadores como Franz Beckenbauer. EFE nvm/wr/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG