Bombeiros suspendem buscas em templo da Renascer

SÃO PAULO - O Corpo de Bombeiros suspendeu, no início da tarde desta segunda-feira, a busca por vítimas na Igreja Renascer no bairro do Cambuci, na zona sul de São Paulo. Neste domingo, o teto do templo desabou, matando nove pessoas. Ao menos 110 foram feridas.

Lívia Machado, do Último Segundo |

Até a manhã desta segunda, existia a informação de que uma pessoa estaria desaparecida no local do acidente. Conforme o porta-voz do Corpo de Bombeiros, o comandante Miguel Jodas, fiéis que estavam na igreja reclamaram o sumiço de um familiar que teria ido ao culto. Segundo o secretário de segurança, Ronaldo Marzagão, porém, Lázaro Luiz Pereira, de 47 anos, já foi localizado.

Marzagão afirmou que "a possibilidade de haver mortos ou vítimas no local é praticamente nula". Segundo ele, uma equipe dos bombeiros permanecerá no local para acompanhar os trabalhos da perícia técnica e da perícia criminalística. "Estamos fazendo de tudo para ter, no mais curto espaço de tempo, uma conclusão do que teria provocado o acidente", disse Marzagão.  

Assista ao vídeo: Governo do Estado diz que buscas são suspensas

Feridos graves

Ao menos seis feridos permanecem internados em estado grave em hospitais da capital paulista. Quatro deles estão Hospital São Paulo. No loca, passaram mais oito pessoas, que já tiveram alta, e um paciente. Dois permanecem internados e passam bem.

Após passar por cirurgia na cabeça, uma garota de 17 anos está internada em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital do Servidor Público Municipal (Vergueiro), segundo a Secretaria Municipal de Saúde.

No Hospital das Clínicas, outros três feridos continuam internados. Segundo o HC, Fábio de Oliveira, de 27 anos, permanece em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), e dois pacientes com fraturas estão no Instituto de Ortopedia do HC. Outras duas pessoas foram atendidas e já receberam alta.

Assista ao vídeo do trabalho dos bombeiros:

*O vídeo foi feito durante a madrugada, por isso, o número de mortos está desatualizado

Alvarás em ordem

Em entrevista coletiva, o presidente da Renascer, bispo Geraldo Tenuta (conhecido como Bispo Gê), negou que o local tivesse passado por obras no fim do ano passado. De acordo com o bispo, o prédio do Cambuci estava em perfeito estado de conservação. Por meio de sua assessoria, a igreja ainda destacou que a última reforma foi feita há quatro anos e todos os alvarás do templo estão em dia.

Segundo o secretário de controlo urbano, Orlando Almeida, o último alvará de funcionamento expedido foi em junho de 2008.

Imóveis interditados

AE
Kassab e Serra visitam prédio da Renascer que desabou

Kassab e Serra visitam local do acidente

Kassab visitou a região do desabamento junto com o governador de São Paulo, José Serra. Os dois não entraram no prédio da Renascer por questão de segurança. Um aparelho de ar condicionado caiu bem onde um bombeiro estava. Está muito perigoso , afirmou Serra.

Nesta segunda, o prefeito afirmou que vai solicitar a contratação da demolição do templo na zona sul da capital.

De acordo com um técnico que não quis se identificar, uma parede da igreja envergou e formou uma barriga. Por essa razão, a Defesa Civil interditou três prédios vizinhos à igreja e oito casas de uma vila que fica nos fundos. Os prédios estariam sendo utilizados como apoio pela própria Igreja Renascer.

Uma perícia foi realizada durante a noite no prédio para que as causas do acidente sejam apuradas. Por meio de nota, o casal Hernandes, fundadores da Renascer, disse estar triste e pasmo e classificou o desabamento de fatalidade.

O acidente

O teto da igreja Renascer do Cambuci desabou por volta das 18h50 de domingo e atingiu fiéis que chegavam para assistir ao culto das 19h. Segundo informações dos bombeiros, cerca de 600 pessoas estavam no local, que tem capacidade para abrigar 2 mil. Foi neste templo que, em dezembro de 2005, o meia-atacante do Milan, Kaká, casou-se.

(*Com informações da Agência Estado)

Leia também:

Leia mais sobre igreja Renascer

    Leia tudo sobre: desabamentodesabamentosrenascer

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG