Menino de dois anos morreu em acidente no rio Parauaú

O Corpo de Bombeiros e a Capitânia dos Portos do Pará retomaram, na manhã desta terça-feira, as buscas por sete pessoas que desapareceram após o naufrágio da embarcação Comandante Lucas, ocorrida na madrugada de segunda-feira no rio Parauaú, no arquipélago de Marajó, a cerca de 20 minutos da cidade de Breves.

O corpo de um menino de dois anos foi localizado ainda ontem. Conforme os bombeiros, pelo menos 30 pessoas foram retiradas da água com vida. Entre os desaparecidos, seis são crianças, mas os nomes e idades não foram divulgados.

Duas embarcações da Capitânia dos Portos participam das buscas, além de uma lancha do Corpo de Bombeiros. Cinco mergulhadores de Belém também estão no local para auxiliar nos trabalhos.

Superlotação

A embarcação Comandante Lucas navegava pelo local conhecido como Furo do Jaburuzinho e tinha como destino o município de Breves. O barco é de madeira e possui dois andares. Segundo os bombeiros, "tudo indica que ele estava superlotado". A parte de cima teria cedido com o peso e os passageiros caído em cima dos que estavam no piso inferior. A embarcação teria virado com o impacto.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.