Bombeiro indiciado na CPI das Milícias é morto no Rio

O cabo do Corpo de Bombeiros Carlos Alexandre Silva Cavalcante, o Gaguinho, foi assassinado na manhã de hoje quando abastecia seu carro num posto de gasolina em Jacarepaguá, zona oeste do Rio. O bombeiro foi um dos mais de 100 indiciados pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Milícia, da Assembleia Legislativa do Rio.

Agência Estado |

Além disso, ele já havia sido preso por formação de quadrilha e estelionato e também investigado pela Polícia Civil por ligação com a milícia. Segundo a polícia, testemunhas contaram que quatro homens armados em um automóvel prata atiraram contra o cabo, que estava em seu carro. Ele morreu na hora.

"Gaguinho" era homem de confiança de Francisco Cesar Silva Oliveira, o "Chico Bala", policial militar também supostamente envolvido com milicianos e que participou, no ano passado, de operações da 35ª Delegacia Policial (Campo Grande) de combate às milícias.

"Gaguinho" e "Chico Bala" participaram inclusive da operação que resultou na prisão do ex-deputado estadual Natalino Guimarães (DEM), acusado de chefiar a milícia Liga da Justiça, em julho do ano passado. O bombeiro e o PM circulavam livremente dentro da 35ª DP e, segundo o delegado Marcus Neves disse na época, eles deram informações relevantes sobre o modo de operação do grupo.

    Leia tudo sobre: milíciamilícias

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG