Bomba explode na sede de canal de TV opositor no Equador

O canal equatoriano de televisão Teleamazonas, considerado de oposição ao governo, denunciou a explosão de uma bomba em suas instalações em Quito na madrugada desta sexta-feira, acrescentando que não há vítimas.

AFP |

A explosão ocorreu perto dos geradores de energia, no momento em que cerca de 50 pessoas trabalhavam no local, no norte da capital, informou a Teleamazonas. A polícia atuou rapidamente, e especialistas anti-bombas evitaram a detonação de restos de explosivos", acrescentou.

"A Teleamazonas vem sendo há alguns meses alvo de uma campanha insistente e agressiva contra a imprensa independente do poder político, que tenta desprestigiá-la e afetar sua credibilidade conquistada ao longo de mais de 40 anos de trabalho", disse o jornalista e entrevistador Jorge Ortiz no noticiário da manhã.

A Teleamazonas, apesar dos ataques, não vai mudar sua decisão de continuar sendo um canal independente do poder político", acrescentou.

O canal, propriedade do banqueiro Fidel Egas, vem sendo criticado pelo presidente Rafael Correa, que sábado passado anunciou uma drástica auditoria das frequências concedidas pelo Estado aos meios de comunicação, sem se importar com as críticas ou o custo político que estas medidas possam ter.

O governo promoveu uma nova Constituição, aprovada em referendo, que proíbe os banqueiro de terem meios de comunicação.

SP/pz/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG