Bolsa-Família vai capacitar mão-de-obra

O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome vai pôr em andamento, a partir de setembro, um programa de capacitação de mão-de-obra para os beneficiários do Bolsa-Família. O programa, desenvolvido em parceria com o Ministério do Trabalho, deverá beneficiar numa primeira etapa 185 mil pessoas.

Agência Estado |

Elas estão sendo selecionadas por meio do Cadastro Único - que reúne informações de pessoas de famílias com renda mensal de até três salários mínimos em todo o País.

O programa constitui mais uma maneira de ajudar as pessoas a encontrar a porta de saída do Bolsa-Família, ou, como prefere dizer o ministro Patrus Ananias, a emancipar-se. "Nosso objetivo é capacitar as pessoas para que possam aproveitar melhor as oportunidades de emprego nos locais onde vivem", diz ele. "Serão mais oportunidades de inclusão."

Os selecionados receberão, a partir de setembro, uma carta comunicando a escolha e indicando os locais onde poderão fazer os cursos de capacitação. As atividades profissionais selecionadas nessa etapa estão ligadas principalmente ao setor de construção civil: pintor, azulejista, carpinteiro, eletricista, encanador e outras. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG